#Caribe #BocasdelTORO

FINAL DO ANO…… EN EL MAR DEL CARIBE!!!!!
30  de Dezembro de 2014 até 1 Janeiro de 2015 


Esta foi a viagem mais rápida que alguma vez preparei. Era dia 29, estávamos pela casa dos missionários em Changuinola e sentado com o Mateus começamos a ver a hipótese de ir às famosas ilhas de Bocas del Toro. Em 45minutos planeamos a viagem com o Jeick. Havia muitas coisas não resolvidas, uma delas,  não teriamos onde dormir e seria do género “aventura de mochilada”.


Bluff Beach – Isla Colon

 

Saímos de casa dia 30, Alex, Mateus e Cabrera, cada um com a sua mochila cheia de comida e seus pertences, 18:30 tomámos o bus de 1.45$ para Almirante. Chegando a Almirante, a tia do Jeick recebeu-nos em sua casa para jantar (hambúrguer com batatas fritas…humm..), nunca me soube tão bem essa comida depois de tanto tempo (para mim são anos) comendo bananas, pão e massas instantâneas. O bom de tudo foi o Jeick ter conseguido uma casa de um irmão da igreja que deixou passarmos a noite. Essa casa era de sua infancia, estava velha, mas muito cómoda e com sua moda antiga… O grande problema foi a falta de internet. Depois de vários intentos ás 22h pedindo Wifi aos vizinhos, só restou ver um filmezinho.
Casa em Almirante (com Mateus)

Umas 6horas da manhã saimos para o porto onde saía um barco de mercadoria  que também levava pessoas por 1.15$. Passados duas horas de viagem chegamos ao porto da ilha. Sabes o melhor? Não nos cobraram viagem!!! Depois da descida estava com aquele presentimento que tinha chegado á Jamaica. Muitos turistas, surfistas, hotéis carissimos, agencias de viagens em lancha, négocios, idiomas,bicicletas, casas perto do mar, palmeiras etc… Percorremos o centro todo ,que fica numa só rua, até á zona Palmeiras.

Viagem de barco
Centro da ilha
Negocios no centro (com Jeick)

 

Não perdemos muito tempo, e ainda que estivesse um pouco de chuva, percorremos a pé todas as praias da costa, (que para todos, a última foi a melhor)! Depois de tanta diversão em tanta praia faltava fazer outros 2.5km a pé para voltar. Todos prontos…. começa a chover! IDEIA: fazer dedo!!
Pela nossa sorte, o único carro que passou levou-nos…uff!!

Perto de Playa Tortuga
Big Creek Beach
Pauch Beach
Pauch Beach
Paunch Beach
Bluff Beach
Bluff Beach
Pernoitamos pelo Restaurante Elian, (onde almoçamos), pois a senhora dona do bar ofereçeu estadia no seu Restaurante. Era 31 á noite… não havia o franguinho, não havia o arroz, não havia as sobremesas da tia nem o champanhe de criança…! Lindo jantar de final de ano: sandwich com maionese e queijo, bolachas maria e sumo de desfazer na água, que alegriaaaaaa!!!
22horas começa a chover… ok… esqueçam os planos de ir no centro ver o fogo, vamos mas é dormir!
ACORDAR!!! Foi bonito…! first day/365days no Caribeee
Abrir a porta e ver a praia, o mar, e respirar aquele arzinho a maresia e receber as energias do sol ..!!! Fizemos o nosso culto de primeiro dia, lendo o versiculo do ano para cada um e oramos.

Restaurante que dormimos
Dia primeiro na praia

Para aproveitar o sol do dia arrancamos para a famosa e tão recomendada Playa Estrella, tomamos um bus de 2.50$ e em 30minutos chegámos a Bocas del Drago, andámos mais uns 10 minutos e chegamos á playa Estrella. Uma praia calma, muitas famílias com crianças, vendedores e muita música.  Estrella de nome porque é uma zona onde encontramos muitas estrelas do mar e por isso mesmo, existe guardas que não deixam tirarmos as estrelas da água, porque estas morrem.

Boca del Drago
Paisaje Boca del Drago
Boca del Drago – Playa Estrella
Boca del Drago – Playa Estrella
Playa estrella
Playa Estrella
Playa Estrella
Playa Estrella

E para terminar, voltamos para o centro, onde tomaríamos o barco das 15h para voltar a Almirante…Que grande desilusão…chegamos e o barco não estava…! Não trabalhava hoje, era dia primeiro. Fomos então buscar a única e mais cara alternativa que havia. Viajar de lancha por 24$ os quatro!!?? Toca todo o mundo a contar o pouco dinheiro que tinha para viajar. Nesse momento de stress vai o Jeick ( que é Panameño) e começa a “chorar” para a bilheteira. Resulta que ela cobrou apenas 20$ e conseguimos chegar a Almirante onde a tia Betty esperava-nos com uma sopinha bem picante de Panamá.

Saida para Almirante em Lancha

Estas 48 horas em Isla Colón foi mais uma aventura, uma experiência e absorção de conhecimento que nunca ficará em esquecimento. Só tenho a agradecer a estes 4 companheiros de aventura por todos os momentos passados, todos os quilometros percorridos, todas as loucuras feitas e por partilhar aquele “hermosa cena de final de año”. Gracias Gracias Gracias!

Com Jeick (Panameño), Cabrera (Argentino), Mateus (Brasileiro), yo
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s